Principais Métricas para Loja Virtual

Principais Métricas para Loja Virtual

Principais Métricas para Loja Virtual

Neste post vamos apresentar as principais métricas para loja virtual ou e-commerce, um site sem métricas está a mercê da web, sem as métricas o trabalho de marketing digital fica ineficaz, afinal sem elas não é possível avaliar o andamento de uma campanha, identificar tendências sejam elas de consumo, interação, navegação, entre outros…

 

São as métrica que apontam o caminho para o sucesso de sua presença online, essas métricas são informações com diferentes dados, através desses dados é possível fazer a interpretação de resultados, com isso podemos otimizar sua estratégia de marketing digital seja ela qual for. Falando em estratégias de Marketing Digital temos um post que fala em mais detalhes sobre 5 incríveis estratégias.

 

O QUE SÃO AS MÉTRICAS?

 

Refere-se a estatísticas gerais e medidas de desempenho. Ele pode ser entendido como um meio de mensuração de desempenho por meio de uma coleção de dados específicos ou gerais. Podemos dividir métricas em 3 categorias. Métricas de atração, métricas de conversão e receita.

 

► Métricas de atração:  Você pode avaliar o comportamento da audiência do seu site, total de visitas e visitantes, origem de trafego, comportamento do público-alvo em relação ao conteúdo, dispositivos usados para acesso e índice de compartilhamento de conteúdo.

► Métricas de conversão: Pode ser avaliado como números de cliques, taxa de conversão do funil, quantidade gerada de conversões e taxa de rejeição.

► Métricas de receita: Nessa categoria de métricas podemos ver os custos de aquisição por cliente, receita mensal, retorno sobre o investimento, entre outros…

 

Com a loja virtual não é diferente, existem algumas métricas que não podem faltar em sua loja virtual como:

 

Taxa de conversão

Taxa de reclamação

Carrinho abandonado

Taxa de rejeição

Ticket médio

Origem do tráfego

 

TAXA DE CONVERSÃO:

 

O objetivo desta métrica pode ser interpretada como retorno de cada investimento da sua empresa, seja ele de tempo ou dinheiro, em relação às vendas. Basicamente a taxa de conversão é a taxa de seu próprio objetivo concluído.

 

A taxa de conversão pode variar de um simples preenchimento de formulário, ligação, vendas, tempo de sessão, entre outros…

 

→ Preenchimento de formulário: Também chamado de formulário de conversão, esses são muito comuns em sites de vendas, também muito usado como processo para adquirir um e-book ou qualquer outro tipo de bonificação.

 

         Esse processo funciona com um form ligado a uma página de sucesso, onde nela estão inseridas algumas tags do Google Analytics, ou qualquer outro DMP (Data Management Platform), plataforma de gerenciamento de dados. 

 

→ Ligação: Muitas empresa optam por fazer o processo de venda pelo telefone, mas para que possa marcar como taxa de conversão, um redirecionamento deve ser feito, assim como nos forms, a página de “sucesso” deve ter uma tag que marca a conversão. Caso você se interesse temos um post sobre o Google Tag Manager. 

 

         Essa ferramenta vai ajudar a atribuir as tags de Google Analytics, e qualquer código no seu site.

 

→ Vendas: Naturalmente vendas no site devem ser marcadas como taxa de conversão, afinal o processo de transformação de leads em clientes foi alcançado, se você ainda não conhece esse processo aqui vai um post sobre…

 

         Assim como os anteriores esse tipo de conversão só é marcada com auxílio de das tags do Google Analytics (se é a ferramenta de Análise que você está usando).

 

→ Tempo de acesso: Muito usado em portais de notícias e blogs, o tempo em que seu lead permaneceu no site, página é fundamental para análise, assim conseguimos ver o que chama atenção dos mesmos, é fundamental para o processo de otimização de conteúdo.

 

Esse processo de ver configurado no Google Analytics, e ter as tags necessárias para marcar as sessões, temos um post que vai  explicar em mais detalhes. O que são as sessões no Google Analytics?

 

TAXA DE RECLAMAÇÃO:

Taxa de Reclamação no E-commerce é um recurso que você poderá usar para medir e controlar o percentual de clientes insatisfeitos com os serviços e produtos da sua loja virtual. Com essa taxa você pode calcular o número de clientes que têm reclamado do seu e-commerce em um determinado espaço de tempo.

 

CARRINHO ABANDONADO:

 

Vou explicar isso através de um exemplo, embora que o título seja bem descritivo; o cliente escolheu os produtos e começou a dar inicio a finalização, quanto simplesmente desistiu. Podemos definir uma taxa de abandono assim você pode procurar entender o que está ocasionando os números nessa taxa, dois principais motivos para números alarmantes de abandono de carrinho pode ser:  O valor do Frete ou o processo de checkout confuso; esses são dois principais motivos para tal taxa.

 

TAXA DE REJEIÇÃO:

 

A Taxa de Rejeição é uma métrica, ou seja você a define, o Google Analytics por default estabelece para o cálculo da taxa de rejeição, apenas se o usuário através da página de entrada foi para outra página, mas a interação pode ser diferente.

 

Além dessa maneira, você pode através de eventos mapear o que o usuário está fazendo no seu site e dessa forma consegue informar ao Google Analytics que naquela página existem outros tipos de interação que você pode definir como métrica.

 

 

Temos um post que entra em mais detalhes sobre a Taxa de Rejeição

 

TICKET MÉDIO:

 

O valor médio de compra por cliente – também conhecido como ticket médio – é um número que deve sempre estar no radar de quem administra uma loja virtual. A meta é levá-lo para cima, sempre. Afinal, é muito mais fácil, barato, convencer um cliente fiel a gastar mais que atrair um novo cliente.

 

ORIGEM DO TRÁFEGO: 

Saber as origem de seu tráfego é fundamental, assim você consegue ver que estratégia de Marketing está dando certo ou não, ou até mesmos pode ser usado para otimizar uma.

 

Essas são os tipo de tráfego que você pode receber:

 

Busca Orgânica: pesquisas feitas nos motores de busca, como o Google, e que resultam em cliques nos links não patrocinados da página de resultados.

 

Busca Paga: pesquisas feitas nos motores de busca e que resultam em cliques nos links que foram patrocinados por meio de Google AdWords.

 

Referências: usuários que estavam navegando em outro site e clicaram em um link que direciona para o seu.

 

Direto: usuários que digitam o endereço completo do site no navegador ou o acessam pela barra de sites favoritos do navegador.

 

Social: usuários que chegaram ao seu site por meio das mídias sociais, como Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn etc.

 

Email: pessoas que chegaram até o seu site por meio de algum email.

 

Display: tráfego das campanhas em mídias de display, como a Rede de Display do Google, que permite que você insira anúncios em websites que sejam relevantes para o serviço ou produto que você vende.

 

Concluindo

 

As métricas aqui apresentadas podem e devem ser combinadas, para isso deve ser ter ao menos domínio básico com alguma DMP (Data Management Platform), fora o conhecimento para atribuir as tags no código de fonte de seu site. Caso não tenha tal conhecimento não se preocupe, afinal de contas existem várias empresas que prestam este tipo de serviço. Assim com nós do Studio Silver.

 

Agora que você conhece as principais métricas para loja virtual que tal ler sobre a importância de criar uma landing page, também chamada de página de vendas.

 

Se você leu até aqui obrigado! Espero que este post tenha lhe ajudado.

 

Escrito por: Alisson Julio Silveira

Desenvolvedor WordPress Junior – Studio Silver

Deixe seu comentário sobre o post: Principais Métricas para Loja Virtual escrevemos ele para você...

A Arte de Transformar Cliques em Clientes

Receba conteúdo atualizado toda a semana no seu e-mail.

Você é um robô?

Serviço em destaque

WebSite Express

Design Profissional Fica Pronto em 5 Dias com Foco em Conversões

Contrate este serviço

Mais conteúdo valioso:

Líder da Studio Silver - Agência Web e Marketing Digital

Você quer perder clientes?

Claro que não, ninguém quer que isso aconteça!
Mas se o que deseja é conquistar MAIS CLIENTES pela internet.